Minha foto
Produtora cultural, aprendiz de escritora e fotógrafa, devoradora de livros e chocolates, "fazedora" e mantenedora de amigos.

sábado, 3 de outubro de 2009

Meus olhos...









Se quiser saber quem sou
Não me julgue
Não me analise
Não me preconceba
Apenas olhe nos meus olhos


Quando eu estiver cantando, me observe
Perceba meu sorriso em um banho de cachoeira
meus braços abertos em um banho de chuva
Ou um simples papo com os amigos em uma mesa de bar


Olhe nos meus olhos
E veja toda a minha paixão
Pelos meus amigos
Pelos amores que passaram em minha vida
Por meus planos e sonhos


Veja meus desgostos, problemas
E relações mal resolvidas
E garanto que não encontrará, em meus olhos,
Ódio ou amargura


Olhe lá no fundo
E talvez encontre uma sombra de melancolia,
Uma sensação de solidão e até uma fina tristeza
Que me fazem, cada vez mais, mergulhar nos meus olhos
E me conhecer melhor, me encontrar lá no fundo


Se quiser me conhecer,
Olhe nos meus olhos


Eles estão cheios de água?
Pois eu sou água
Fluida, frágil e completamente transparente
E capaz de chegar onde quiser


Não me analise, apenas me olhe
Apenas olhe meus olhos
Ouça o meu canto
E se quiser, cante comigo.

3 comentários:

Eduardo Lara Resende disse...

Mariana de olhos que dizem tudo: belíssimo poema! Pretendo usar fragmentos dele em algum escrito meu, dizendo que foram chorados por Mariana, cujos olhos dizem tudo.
Beijoca pra V., outra pra vizinha de Ilha.

ANGELA PIETROBON - MOEMA PIETROBON disse...

Caramba bonitinha da mamãe.. Que lindo isso!!!

Dulce disse...

Mariana.
vim trazida pelos olhos que o Eduardo descreveu la no Pretextos porque pessoas que carregam olhos assim merecem ser conhecidas. E digo que valeu a pena ter vindo. Gostei do que encontrei aqui.
tenha um bom dia.

Dulce