Minha foto
Produtora cultural, aprendiz de escritora e fotógrafa, devoradora de livros e chocolates, "fazedora" e mantenedora de amigos.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Aprofundemos...


Aprofundemos,
Relações não consumidas
Realidades pouco vividas
Intimidades não consumadas.
Deixemos que os pensamentos ocupem seus lugares
palpáveis no presente tão aguardado
Pensemos que todo impedimento inexiste quando nos
descobrimos parte concreta na manifestação do que
desejamos.
Acreditemos no real poder das palavras e pensamentos
quando os virmos criando realidades invertidas e
transformadas.
Aprofundemos tudo!
A ponto de tocarmos o fundo das consciências, que de
tão perdidas e esquecidas tornaram-se inconsciências
aladas.
Libertemos,
Consciências, inconsciências, desejos infames,
realidades tortas, pecados inconfessáveis.
Realizemos impossibilidades,
Digamos inverdades,
Percamos dignidades,
Sejamos tudo o que nossa frágil humanidade nos permite ser,
e que de tão frágil
é facilmente quebrável,
perfeitamente possível, profundamente aprazível e delirantemente insuportável.
Aprofundemos!
Abramos os olhos!
Vivamos intensamente,
Até que tudo se acabe,
Até que os olhos se fechem,
As bocas se toquem,
Os cílios se percam,
Os sonhos se embolem,
Até que tudo perca o sentido e tenha perfeita
explicação
Até a luz se perder no infinito
E a verdade ser pura ilusão!!!


Um comentário:

vanessaevanessa disse...

amo esse poema!!! amei o blog! o nome é a sua cara!!! adorei. está super internética agora. é isso aí! vamos trocar idéias e liberar o pensamento. pretendo visitar sempre. bjs